Novidades

         Próximos Eventos

  

A palestra de abril será "Como e por que investir seu dinheiro?", com a participação de Luiz Felipe Guarnieri no dia 25/04/2018 (quarta-feira) às 19:15 horas no Anfiteatro Dr. Ivo Torres da FEA-RP no campus da USP de Ribeirão Preto. Resumo: De acordo com a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (ANBIMA), menos de 25% da população brasileira economicamente ativa afirma fazer algum tipo de aplicação financeira, sendo resultado de uma cultura onde não é hábito poupar, tampouco investir. Quando opta por investir, o brasileiro geralmente escolhe aplicações tradicionais, como a poupança. No entanto, o mercado oferece outras oportunidades de investimentos que possibilitam rendimentos que superam a inflação. Para tanto, é importante entendermos o perfil de cada investidor (conservador, moderado e agressivo), o papel do risco e do retorno, a diferença entre renda fixa e variável e, por fim, as alternativas de investimentos possíveis, de acordo com cada perfil. Inscrições: clique aqui.

 

Agenda Qualificações

Agenda Defesas

  • Luciano Bastos de Carvalho Open or Close

    Prezados(as) Senhores(as),


    Seguem informações a respeito de defesa de dissertação de mestrado agendada na FEA-RP:

    Área: Controladoria e Contabilidade
    Data: 24/04/2018, às 9:00
    Local: Sala 43, bloco B2 da FEA-RP
    Título: A lógica institucional da liderança municipal como determinante da prática do Sistema de Controle Interno
    Autor: Luciano Bastos de Carvalho

     

    Banca: Prof(a). Dr(a). André Carlos Busanelli de Aquino (Presidente)

    Prof(a). Dr(a). Ricardo Rocha de Azevedo (Universidade Federal de Uberlândia - UFU)

    Prof(a). Dr(a). Lidiane Nazaré da Silva Dias (Universidade Federal do Pará - UFPA)

    Prof(a). Dr(a). Cecilia Olivieri (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade - FEA) - Skype

     

    Resumo: O controle interno público no cenário brasileiro tem sido discutido tanto por órgãos reguladores quanto por pesquisas acadêmicas. Muito embora os órgãos reguladores estejam propondo novas estruturas para o controle interno, pesquisas recentes têm apontado para uma relativamente baixa efetividade na atuação desse sistema. Tal situação é influenciada pela falta de fatores estruturais que tenderiam a fortalecer a estrutura, como a existência de equipes qualificadas e a disponibilidade de informação. A presente pesquisa adiciona a existência de capital institucional como outro fator que pode fortalecer o controle interno. Esse capital é representado pela legitimidade perante a liderança, ao estar alinhado com uma lógica institucional de autonomia técnica presente nos atores responsáveis por tomadas de decisões no município, como Prefeito e Secretário de Controle Interno. Esta pesquisa utilizou a observação participante declarada em um município brasileiro. O município foi escolhido devido à detecção de uma mudança de gestão com características predominantemente políticas para uma gestão com predominância de características técnicas. O estudo de caso demonstrou que o controle interno teve maior retorno de suas atividades quando a liderança, prefeito e secretários, apresentavam características técnicas. Um dos motivos detectados para uma atuação mais presente nesse tipo de gestão consistiu na lógica institucional do controlador e do prefeito se assemelharem à lógica de autonomia técnica que envolvia os servidores do sistema de controle. Outro fator observado foi que o engajamento entre prefeito municipal e controlador facilitou a participação do chefe do executivo no ambiente do controle interno. Desse modo, a lógica institucional de autonomia técnica, observada na liderança local, em conjunto com a interação ativa entre o prefeito municipal e controlador interno, foram vistas como essenciais para a mudança de atuação do controle interno no município em estudo.

  • Thalisa Maria Jati Gilberto Open or Close

    Prezados(as) Senhores(as),


    Seguem informações a respeito de defesa de tese de Doutorado pré-agendada na FEA-RP:

    Área:    Controladoria e Contabilidade
    Data:    16/05/2018, às 10h00*
    Local: Sala 43, Bloco B2 da FEA-RP
    Título: Análise sobre o conteúdo de finanças para a formação do contador no ensino contábil brasileiro
    Autor: Thalisa Maria Jati Gilberto

     

    Banca: Prof(a). Dr(a). Adriana Maria Procopio de Araujo (Presidente)

    Prof(a). Dr(a). Edvalda Araújo Leal (Universidade Federal de Uberlândia - UFU) - Skype

    Prof(a). Dr(a). Marines Santana Justo Smith (Uni-FACEF)

    Prof(a). Dr(a). Marcia Maria dos Santos Bortolocci Espejo (Universidade Federal do Mato Grosso do Sul - UFMS) - Skype

    Prof(a). Dr(a). Paulo Roberto Barbosa Lustosa (Universidade de Brasília - UNB) - Skype

    Prof(a). Dr(a). Luiz Eduardo Gaio (Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP)

     

    *Conforme normas do Programa, a defesa será realizada na data pré-agendada mediante apresentação do 3º parecer favorável emitido pelos membros titulares. Caso isso não ocorra, a partir da posse do 3º (terceiro) parecer desfavorável, a Tese é considerada não apta para defesa, contudo o aluno terá garantido o direito de defesa, desde que apresente justificativa circunstanciada com anuência do orientador, em no máximo 15 (quinze) dias após a recepção do 3º parecer desfavorável comunicado ao aluno e orientador. 

     

    Resumo: A tese teve como objetivo apresentar os conteúdos de finanças necessários para a formação doA tese teve como objetivo apresentar os conteúdos de finanças necessários para a formação docontador no Brasil. Justifica-se o estudo pelo fato do processo de harmonização contábilmundial enfatizar a formação do contador global. Nesse aspecto, é preciso que essa formaçãose apoie nas diretrizes nacionais curriculares e também no conteúdo proposto pelo currículomundial. Para a formação do contador global, encontram-se conteúdos relativos a Teoria deFinanças, escopo teórico desta pesquisa. Foram levantados os conteúdos de finanças que sãocontemplados na formação do contador nas Instituições de Ensino Superior (IES) de referênciado Brasil, além da análise que procura responder se estes currículos atendem ao currículomundial proposto pelo UNCTAD e às exigências do Conselho Nacional de Educação. A tese determinou, ainda, a importância desses conteúdos para a formação do contador, sob a óticados egressos das IES de referência pesquisadas. A abordagem metodológica da pesquisa foiqualitativa e sustentou-se em três bases de análise: (1) Projetos Político Pedagógicos das disciplinas; (2) Entrevista com coordenadores de cursos das IES escolhidas e (3) Pesquisa com egressos. Na primeira parte da pesquisa foram analisadas as características do curso e avaliou-se a aderência dos currículos de seis IES pesquisadas aos currículos nacional e mundial. Na entrevista com os coordenadores verificou-se que algumas das IES pesquisadas possuem umenfoque financeiro, outras não, mas que todas visam fornecer subsídios aos alunos para umaformação global. A partir do questionário com os egressos, avaliou-se a importância observadaà disciplina de finanças para a formação do contador. As contribuições da tese foram: (i)demonstrar de que maneira as IES estruturam seus currículos e se contemplam os conteúdos definanças para a formação do contador; (ii) analisar a abordagem de finanças na formação docontador; (iii) verificar de que forma o mercado analisa que os conteúdos de finanças sãoimportantes para a formação do contador. Conclui-se que há uma aderência moderada (50%)ao currículo mundial no que tange às disciplinas de finanças das IES pesquisadas e umaaderência mais acentuada com relação à proposta nacional do CFC (66,67%). Algumas IESestudadas afirmam o seu viés em finanças, o que se refletiu na pesquisa de egressos de umadessas IES e por outro lado a IES que não declara o viés em finanças tem a percepção de seusegressos para o mercado financeiro e para a escolha dessas disciplinas condizente com aformação recebida.

  • Gilvania de Sousa Gomes Open or Close
    Prezados(as) Senhores(as),
     
    Seguem informações a respeito de defesa de tese de Doutorado pré-agendada na FEA-RP:
     
    Área: Controladoria e Contabilidade
    Data: 29/05/2018, às 14h00*
    Local: Sala 43, Bloco B2 da FEA-RP
    Título: Modelo de Aprendizagem Integral (MAI): um novo modelo para o ensino de contabilidade
    Autor: Gilvania de Sousa Gomes
     
    Banca: Prof(a). Dr(a). José Dutra de Oliveira Neto (Presidente)
    Prof(a). Dr(a). Diane Rossi Maximiano Reina (Universidade Federal do Espírito Santo - UFES) - Skype
    Prof(a). Dr(a). Denise Mendes da Silva (Universidade Federal de Uberlândia - UFU) - Skype
    Prof(a). Dr(a). Nalbia de Araujo Santos (Universidade Federal de Viçosa - UFV) - Skype
    Prof(a). Dr(a). Ulisses Ferreira de Araújo (Escola de Artes, Ciências e Humanidades - EACH/USP) - Skype
    Prof(a). Dr(a). Adriana Backx Noronha Viana (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade - FEA/USP) - Skype
     
    *Conforme normas do Programa, a defesa será realizada na data pré-agendada mediante apresentação do 3º parecer favorável emitido pelos membros titulares. Caso isso não ocorra, a partir da posse do 3º (terceiro) parecer desfavorável, a Tese é considerada não apta para defesa, contudo o aluno terá garantido o direito de defesa, desde que apresente justificativa circunstanciada com anuência do orientador, em no máximo 15 (quinze) dias após a recepção do 3º parecer desfavorável comunicado ao aluno e orientador. 
        
    Resumo: Ante a demanda do mercado por profissionais com formação integral, transposta por competências abrangentes, também se adicionam ao contexto o alto grau de envolvimento dos estudantes com tecnologias, o papel das instituições de ensino e dos docentes na formação dos indivíduos e as evidências de que o processo de ensino-aprendizagem focado no estudante produz experiência de aprendizagem significativa. Esse cenário enseja identificar quais são as competências necessárias à formação integral. A literatura mostra estruturas que contribuem para o desenvolvimento de competências sem contemplar aquelas da formação integral, por completo, o que ensejou o delineamento do MAI, o qual se funda sobre os princípios do construtivismo e se apropria de modelos, estratégias e tecnologias para ensino-aprendizagem eficaz, com elementos aproveitados de forma sinérgica. O objetivo desta pesquisa foi avaliar um modelo instrucional para a formação integral do indivíduo por meio do ensino de contabilidade. O Modelo concebido foi transposto ao Moodle, em um curso sobre notas explicativas com a finalidade de constatar o alcance da formação integral e, ainda, verificar indícios de sua validade. Sua avaliação se deu por meio de duas edições do curso, nas modalidades semipresencial e online. Os dados foram obtidos por meio de levantamentos e analisados com base em estatística descritiva, testes não paramétricos e análises de conteúdo. Os resultados demonstraram a efetividade do MAI em conduzir ao desenvolvimento de comunicação, pensamento crítico, colaboração e solução de problemas no processo instrucional contábil, ao que se considera formação integral. O MAI acrescenta-se à literatura como alternativa viável ao ensino de contabilidade. Suas contribuições alcançam os estudantes, por proporcionarem experiência de formação integral, bem como os docentes, por migrarem de transmissões de conhecimentos para facilitadores, e as instituições de ensino superior, por demonstrarem como se pode realizar uma formação contextualizada pelo perfil digital dos estudantes e demandas do mercado. Com base nos achados, recomenda-se que disciplinas, cursos de contabilidade e áreas relacionadas sejam planejados, considerando o uso de modelos instrucionais como o MAI.