O Programa, com apoio do departamento de contabilidade e da Pró-Reitoria de Pós-Graduação da Universidade de São Paulo iniciou em 2011 seu plano estratégico para construção de canais de intercâmbios internacionais e colaboração de pesquisa. Neste ano foram realizadas investigações e apresentadas sugestões de centros de interesse do Programa: University of Birmingham, University of Manchester, Politecnico di Milano, University of Leuven, London School of Economics.

Em 2012 o Prof. Dr. André Carlos Busanelli de Aquino e o Prof. Vinicius Aversari Martins visitaram a University of Birmingham, University of Manchester e Politecnico di Milano. No mesmo ano foi estruturada a primeira fase da colaboração: trazer docentes visitantes para cursos de curta duração. Os resultados já foram colhidos em Março e Abril de 2013. Da Manchester Business School, a Profa. PhD. Jean Shaoul (Professora Emérita da Manchester Business School) ministrou disciplina em inglês para turma de 2013, e da University of Birmingham, professores Ph.D. Richard Batley, Ph.D. Ron Hodges, Ph.D. Paul Jackson e Ph.D. Simon DeLay ministraram outra disciplina para mesma turma e foram realizadas reuniões de discussão de colaboração em pesquisa (research meetings).

A segunda fase do Programa está sendo elaborada com a ida de jovens doutores do departamento para realização de estágios seniores de seis meses a um ano, na University of Birmingham, nos departamentos de contabilidade da Birmingham Business School, e no Centro de Estudos em Governos Locais (Institute of Local Government) associado ao departamento de desenvolvimento internacional.

Em 2013, ainda foi realizada a segunda missão, com destino à University of Leuven, para conhecer a estrutura de grupos de pesquisa, e University of Birmingham para buscar tecnologia para o ensino de pôs graduação e estruturação de vias de doutorado direto.

Paralelamente ao esforço direcionado à Europa, a Profa Adriana Maria Procópio de Araújo conduziu o fortalecimento das relações com a Universidade de Illinois, em conjunto Prof. A. Rashad Abdel-khalik, diretor do Centro de Pesquisas em Contabilidade Internacional, VK Zimmerman Center, para projetos conjuntos incluindo intercâmbio de alunos e professores.

Outra fase da internacionalização é a realização de pós-doc de orientadores do Programa em instituições internacionais:

 

Orientador Ano Instituição Fomento
Adriana Maria Procópio de Araujo  2012-2013 University of Illinois. Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
André Carlos Busanelli de Aquino 2011-2011 Universidade de Paris I, Panthéon-Sorbonne, UP1, França. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Amaury José Rezende 2009-2010 Justus Liebig - University Giessen (Alemanha), JLU, Alemanha. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
José Dutra de Oliveira Neto 2008-2009 University of Illinois - System, UILLINOIS, Estados Unidos. Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Marcelo Botelho da Costa Moraes 2018-2018 Massachusetts Institute of Technology, MIT, Estados Unidos Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Sigismundo Bialoskorski Neto  2009-2009 Justus Liebig-Universität Gie en. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.
  2014-2014 University of Surrey.  
Silvio Hiroshi Nakao 2012-2013 University of Sydney. Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.

 

 

 Clique aqui para maiores informações sobre internacionalização na FEA-RP.

 

 

Agenda Qualificações

Agenda Defesas

  • Lucas Allan Diniz Schwarz Open or Close

    Área:    Controladoria e Contabilidade

    Curso: Mestrado
    Data:    14/02/2020, às 17h00 - horário de Brasília
    Local: 
    Sala 43, Bloco B2 da FEA-RP
    Título: Incerteza sobre a política econômica e estrutura de capital: evidências no Brasil
    Autor: Lucas Allan Diniz Schwarz

     

    Banca: Prof(a). Dr(a). Flávia Zóboli Dalmácio (Presidente)

    Prof(a). Dr(a). José Elias Feres de Almeida (Universidade Federal do Espírito Santo - UFES) - MCONF RNP

    Prof(a). Dr(a). Fernando Dal-Ri Murcia (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade - FEA) - MCONF RNP

    Prof(a). Dr(a). Marcelo Augusto Ambrozini (FEA-RP)

     

    Resumo: 

    Este estudo procurou investigar como a incerteza sobre a política econômica afeta as decisões de alavancagem das empresas brasileiras listadas em bolsas de valores. Primeiras evidências sugerem que firmas não-financeiras listadas empregam menos dívidas em suas estruturas de capital em momentos de maior incerteza sobre a política econômica (Lv & Bai, 2019; Zhang, Han, Pan, & Huang, 2015). A partir de dados trimestrais de 163 firmas não-financeiras brasileiras listadas na B3 entre março de 2010 e março de 2019, foi verificado que as firmas não-financeiras da amostra responderam a níveis elevados de incerteza sobre a política econômica com maiores níveis de alavancagem, mesmo quando controla-se as condições macroeconômicas, contrariando a perspectiva clássica apresentada pela Teoria do Trade-off para a relação entre incerteza e alavancagem. Os achados deste estudo são,ao menos preliminarmente,consistentes comaTeoriadoMarketTiming. Os resultados persistem em especificações que procuraram minimizar possíveis problemas de endogeneidade.

Atualização do site

  • Atualizado em: 17 Janeiro 2020, 18:38:47.