Terça, 01 Outubro 2019 14:34

Saldo de crédito ampliado no Brasil atinge R$9,76 trilhões

Avalie este item
(1 Voto)

Divulgado pelo Banco Central do Brasil, o saldo de crédito ampliado demonstra o montante efetivo de crédito destinado ao governo, empresas e famílias, e engloba as operações de crédito dos setores não financeiros, créditos concedidos por não residentes no Brasil (dívida externa) e os títulos de dívida públicos e privados.

 

Em junho de 2019 este saldo chegou a R$9,76 trilhões, um crescimento de 0,42% em relação ao mesmo período do ano anterior. O crédito concedido às empresas e famílias registrou alta de 1,06% em relação ao mesmo mês do ano anterior, enquanto o crédito concedido ao governo teve queda de 0,38% nessa comparação.

 

No estado de São Paulo, o saldo de crédito tem apresentado variação positiva desde o fim de 2018. Já na Região Metropolitana de Ribeirão Preto e no município de Ribeirão Preto, houve queda no estoque das operações de crédito entre junho de 2018 e 2019, de 8,12% e 9,28% respectivamente. O que tem contribuído para esse resultado é redução no crédito destinado ao agronegócio.

 

Taxa de juros


A taxa média de juros de recursos direcionados, que é voltada a atender políticas públicas destinada a setores específicos, foi de 8,23% em junho de 2019, uma queda frente ao mesmo mês de 2018. No mesmo intervalo, a taxa de juros para recursos livres também caiu, atingindo 38,21% em junho. A trajetória de queda nas taxas de juros ocorre desde de 2017, ano em que a taxa básica de juros (Sistema Especial de Liquidação e de Custódia, SELIC) caiu de 13% para 7% ao ano.

 

Os dados são do Boletim Crédito de setembro de 2019, elaborado sob coordenação do professor Luciano Nakabashi, da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEA-RP) da USP, com a participação dos pesquisadores Francielly Almeida e Marcelo Lourenço Filho.

 

Por: Leonardo Rezende, Assessoria de Comunicação da FEA-RP.

Resumo: Taxa média de juros recuou, acompanhando a tendência da SELIC.
Lido 165 vezes Última modificação em Terça, 01 Outubro 2019 14:47