Quarta, 05 Junho 2013 17:00

Projeto Pé de Meia leva educação financeira às escolas

Avalie este item
(7 votos)

Planejamento orçamentário, formas de combater o endividamento, poupança e investimento começaram a fazer parte do vocabulário de alunos do Ensino Fundamental e também de Educação de Jovens e Adultos (EJA) de escolas de Ribeirão Preto e região.


Graças ao Projeto Pé de Meia, desenvolvido por alunos da FEA-RP por meio da entidade estudantil Clube de Mercado Financeiro (CMF), sob a supervisão do professor do Departamento de Economia, Alexandre Nicolella, e da assistente de planejamento e avaliação, Cristina Bernardi Lima, a ideia de planejamento financeiro está sendo adotada pelos jovens dessas escolas.


"Queremos que a educação financeira se torne um hábito na vida desses jovens", explica Nicolella. Para o docente, é importante moldar a postura deles com relação ao dinheiro. "Eles precisam aprender que é necessário planejar de forma mais adequada o consumo ao longo da vida", diz.


O projeto teve início em Altinópolis, em 7 de maio, para estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental. Em Ribeirão Preto, as atividades iniciaram no dia 20 do mesmo mês, na escola Prof. Honorato de Lucca. Ainda na cidade, mais outras duas escolas recebem aulas do projeto, com o apoio da Secretaria da Educação: Geralda de Souza Espin e Profª Neuza Michelutti Marzola.


Por meio de palestras expositivas, os monitores do projeto (alunos da FEA-RP) ministram o conteúdo das aulas, que são divididas em quatro módulos, seguindo uma ordem lógica de aprendizagem: planejamento orçamentário, formas de combater o endividamento, inserção da ideia de poupança e como torná-la um investimento.


"Queremos conscientizar os jovens estudantes, ainda que não tenham renda própria, a contribuírem com o planejamento financeiro familiar", aponta Cristina. Outro objetivo do projeto é mostrar aos alunos que é possível ter um equilíbrio financeiro mesmo com uma renda baixa.


"Mostramos aos alunos que é possível sonhar, mas que para alcançar os objetivos é necessário ter foco, paciência, disciplina, além de planejamento", afirma o professor Nicolella. O Pé de Meia busca ainda conscientizar os jovens que estão inseridos no mercado de trabalho a terem um bom controle e aproveitamento de suas finanças pessoais.


- Problema mundial
De acordo com o professor Alexandre Nicolella, a pouca atenção dada à educação financeira nas escolas é um problema mundial. "Estudos mostram que muitos países desenvolvidos e em desenvolvimento sofrem com a falta de educação financeira", explica.


Ele comenta ainda sobre a importância de investimento na educação financeira ainda na educação básica. "Nessa fase a educação financeira seria capaz de internalizar um novo hábito, da mesma forma como internalizamos hábitos de higiene e ambientais, por exemplo."

 

Foto: Cristina Bernardi Lima


Aula em escola de Altinópolis

 

Foto: Cristina Bernardi Lima

Aula em escola de Ribeirão Preto

Lido 7211 vezes Última modificação em Quarta, 05 Junho 2013 17:59