Segunda, 03 Agosto 2020 15:27

PIB da construção civil tem queda de 6,71%

Avalie este item
(0 votos)

Dados do IBGE apontam que o PIB trimestral do setor de construção civil no Brasil recuou 6,71% no primeiro trimestre de 2020 em relação ao último de 2019. Já em relação ao primeiro de 2019, a queda foi de 0,98%.

 

Entre abril de 2019 e março de 2020, 79,87% das unidades lançadas foi composta por imóveis do programa Minha Casa Minha Vida (MCMV). Os lançamentos residenciais de médio e alto padrão (MAP) foram responsáveis por 20,01%.

 

No mesmo período, os lançamentos residenciais do MCMV aumentaram 12,14% e as vendas cresceram 4,17%. Já os lançamentos do segmento MAP apresentaram queda de 5,48% e as vendas caíram 0,96%.

 

Entre março e junho deste ano, houve crescimento de 1,05% no preço dos imóveis. Calculado pela FipeZap, é uma média ponderada das informações de preços de imóveis dos municípios disponíveis. Entre janeiro de 2014 e junho de 2020, a situação é inversa: houve queda de quase 25% no índice médio de preços de venda, o que evidencia a situação difícil enfrentada pelo setor.

 

No acumulado em 12 meses finalizado em junho, dentre as 16 capitais monitoradas pelo Índice FipeZap, Vitória (+4,97%), Belo Horizonte (+4,76) e Rio de Janeiro (+3,80%) acumularam as maiores elevações de preço, enquanto Fortaleza (-8,44%), Recife (-4,02%) e Brasília (-2,19%) tiveram as reduções mais expressivas.

 

Em junho, o valor médio dos imóveis foi de R$ 7.307/m². Rio de Janeiro apresentou o m² mais caro (R$ 9.323), seguido por São Paulo (R$ 9.132) e Distrito Federal (R$ 7.491). Em Ribeirão Preto, o aumento em 12 meses foi de 4,47% e o preço médio foi de R$ 4.127/m².

 

Os dados são do Boletim Construção Civil de julho, dos pesquisadores Eduardo Teixeira e Pedro Roveri, coordenado pelo professor Luciano Nakabashi, da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEA-RP) da USP.

 

Por: Leonardo Rezende, Assistência de Comunicação da FEA-RP.

Lido 489 vezes