Segunda, 22 Junho 2020 11:18

Desvalorização do real atinge recorde em abril

Avalie este item
(1 Voto)

A taxa de câmbio de abril de 2020 foi a maior já enfrentada pelo Real, uma tendência de alta desde julho de 2019. É o que aponta o Boletim Comércio Exterior de maio de 2020, dos pesquisadores Nícolas Scaraboto e Pedro Roveri, sob coordenação do professor Luciano Nakabashi, da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEA-RP) da USP.

 

O aumento dos últimos meses pode ser explicado pela redução do diferencial de juros entre Brasil e Estados Unidos e, mais recentemente, pelo grande aumento da percepção de risco ocasionada pela pandemia do covid-19 e de seus efeitos na atividade econômica. Além disso, a incerteza política pela qual o país passa agrava os efeitos da pandemia sobre o Real.

 

O saldo da balança comercial entre abril de 2019 e de 2020 foi positivo em US$ 45,3 bilhões, valor -15,9% inferior em relação ao mesmo período anterior. O Brasil US$ 223,2 bilhões e importou US$ 177,9 bilhões no mesmo período, representando variações negativas de -3,9% e -0,3% respectivamente.

 

Os pesquisadores informam que a queda no valor exportado pode ser explicada pela redução nos preços no primeiro quadrimestre de 2020, uma vez que o volume das exportações cresceu no período. "Além disso, em 2019 ocorreu agravamento da crise Argentina e redução das vendas de soja para a China, decorrente da febre suína”.

 

Ribeirão Preto
Na Região Metropolitana de Ribeirão Preto, as exportações acumuladas entre abril de 2019 e de 2020 atingiram quase US$ 2 bilhões, enquanto as importações foram de US$ 388,6 milhões, um saldo positivo de US$ 1,6 bilhões na balança comercial.

 

Já o município de Ribeirão Preto, no mesmo período, as exportações atingiram US$ 165,3 milhões, enquanto que as importações foram de US$ 181,5 milhões, resultando em um saldo de US$ -16,1 milhões. Em relação ao período anterior, houve variação de -19,6% (exportações) e -12,5% (importações).

 

Por: Leonardo Rezende, Assistência de Comunicação da FEA-RP.

Lido 156 vezes