Quarta, 10 Agosto 2016 13:49

FEA-RP está entre as 20 instituições de ensino mais desejadas pelas empresas

Avalie este item
(6 votos)

A FEA-RP aparece na lista das 20 instituições de ensino mais desejadas pelas empresas. É o que mostra uma pesquisa da Seja Trainee, empresa que realiza trabalhos de preparação para jovens que estão entrando no mercado de trabalho e participam de processos de seleção.

A pesquisa, intitulada “Talentos do Futuro”, consistiu em um questionário no qual os jovens universitários respondiam sobre suas expectativas profissionais. O objetivo era alinhar essas expectativas com a realidade das empresas, apresentando o resultado em um evento exclusivo.

A Seja Trainee analisou as universidades dos 465 respondentes e fez um top 20 das mais desejadas, buscando as instituições no Ranking Universitário da Folha (RUF), no Ranking do Ministério da Educação e no ranking global CWUR, além dos participantes da mesma pesquisa, do ano anterior.

Confira a seguir o resultado, que está em ordem alfabética:

ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing)
FEA-RP (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto)
FEA-USP (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade)
FGV (Faculdade Getúlio Vargas)
InsperMackenzie
Poli-USP (Escola Politécnica da USP)
PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo)
UnB (Universidade de Brasília)
Unesp (Universidade Estadual Paulista)
Unicamp
UFSCar (Universidade Federal de São Carlos)
UFJF (Universidade Federal de Juiz de Fora)
UFLA (Universidade Federal de Lavras)
UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais)
UFPE (Universidade Federal de Pernambuco)
UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro)
UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul)
UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina)
UFV (Universidade Federal de Viçosa)

- Talentos do Futuro
A edição 2016 foi baseada em metodologia semelhante ao IBOPE, realizada de forma presencial.

De acordo com a pesquisa, apesar de estarem satisfeitos com a sua escolha de faculdade e curso (82%), os entrevistados sentem que a universidade não é garantia de preparação para o mercado (nota 4,9 de 10).

Por este motivo, logo no começo da graduação, começam a se engajar em atividades extracurriculares, como trabalhos voluntários (42%), iniciação científica (38%), empresa júnior (30%) e centro acadêmico (11%).

Diferentemente do que era esperado, 76% dos jovens começam a se preocupar com o mercado de trabalho entre o segundo e terceiro ano de faculdade, sendo que somente 4% preocupam-se ao final da graduação.

A pesquisa completa está disponível no www.sejatrainee.com.br/arquivo/talentos-do-futuro_2016.pdf


* Com informações do site Ligado na Facul: www.ligadonafacul.com.br/20-universidades-desejadas-empresas/ 

Lido 3105 vezes