Composição e Mandatos

 

CATEGORIA TITULAR MANDATO SUPLENTE MANDATO
DIRETOR DANTE PINHEIRO MARTINELLI 23/8/14 a 22/8/18 -:-:-:-:- -:-:-:-:-
VICE-DIRETOR WALTER BELLUZZO JUNIOR 20/9/14 a 19/9/18 -:-:-:-:- -:-:-:-:-
PRESIDENTE DA CG ROSANA CARMEN DE MEIROZ GRILLO GONÇALVES 17/10/16 a 22/8/18 CARLOS ALBERTO GRESPAN BONACIM 29/09/16 a 22/8/18
PRESIDENTE DA CPG ALEX LUIZ FERREIRA 29/9/16 a 22/8/18 LUIZ GUILHERME DACAR DA SILVA SCORZAFAVE 29/9/16 a 22/8/18
PRESIDENTE DA CPQ  ANDRÉ LUCIRTON COSTA 25/8/16 a 22/8/18 MARCOS FAVA NEVES 08/10/16 a 22/8/18
PRESIDENTE DA CCEx SÍLVIO HIROSHI NAKAO 27/11/16 A 22/8/18 JOSÉ DUTRA DE OLIVEIRA NETO
27/11/16 A 22/8/18
CHEFE DO RAD MARCIO MATTOS BORGES DE OLIVEIRA 25/7/16 a 24/7/18 MARCOS FAVA NEVES 02/2/17 a 24/7/18
CHEFE DO RCC FABIANO GUASTI LIMA 07/7/16 a 06/7/18 AMAURY JOSÉ REZENDE 07/7/16 a 06/7/18
CHEFE DO REC RENATO LEITE MARCONDES 30/6/16 a 29/6/18 REYNALDO FERNANDES 30/6/16 a 29/6/18
PROFESSOR TITULAR ADRIANA MARIA PROCÓPIO DE ARAÚJO A PARTIR DE 30/3/15 -:-:-:-:- -:-:-:-:-
PROFESSOR TITULAR ALBERTO BORGES MATIAS A PARTIR DE 16/9/08 -:-:-:-:- -:-:-:-:-
PROFESSOR TITULAR MAISA DE SOUZA RIBEIRO A PARTIR DE 13/5/10 -:-:-:-:-  
PROFESSOR TITULAR MARCOS FAVA NEVES A PARTIR DE 09/10/09 -:-:-:-:- -:-:-:-:-
PROFESSOR TITULAR REYNALDO FERNANDES A PARTIR DE 1º/12/05 -:-:-:-:- -:-:-:-:-
PROFESSOR TITULAR RUDINEI TONETO JUNIOR A PARTIR DE 31/7/10 -:-:-:-:- -:-:-:-:-
PROFESSOR TITULAR SERGIO KANNEBLEY JUNIOR A PARTIR DE 30/10/09 -:-:-:-:- -:-:-:-:-
PROFESSOR TITULAR SIGISMUNDO BIALOSKORSKI NETO A PARTIR DE 23/6/06 -:-:-:-:- -:-:-:-:-
PROFESSOR ASSOCIADO ANDRÉ CARLOS BUSANELLI DE AQUINO 03/11/16 A 02/11/18 MARCELO SANCHES PAGLIARUSSI 03/11/16 A 02/11/18
PROFESSOR ASSOCIADO ALEXANDRE PEREIRA SALGADO JUNIOR 03/11/16 A 02/11/18 JORGE HENRIQUE CALDEIRA DE OLIVEIRA 03/11/16 A 02/11/18
PROFESSOR ASSOCIADO MÁRCIO BOBIK BRAGA 03/11/16 A 02/11/18 LUIZ GUILHERME DACAR DA SILVA SCORZAFAVE 03/11/16 A 02/11/18
PROFESSOR ASSOCIADO -:-:-:-:- -:-:-:-:- IRENE KAZUMI MIURA 03/11/16 A 02/11/18
PROFESSOR ASSOCIADO ELIEZER MARTINS DINIZ 03/11/16 A 02/11/18 RICARDO LUÍS CHAVES FEIJÓ 03/11/16 A 02/11/18
PROFESSOR DOUTOR CLAUDIO DE SOUZA MIRANDA 03/11/16 A 02/11/18 MARCELO BOTELHO DA COSTA MORAES 03/11/16 A 02/11/18
PROFESSOR DOUTOR FÁBIO BARBIERI 03/11/16 A 02/11/18 BRUNO CESAR AURICHIO LEDO 03/11/16 A 02/11/18
PROFESSOR DOUTOR PERLA CALIL PONGELUPPE WADHY REBEHY 03/11/2016 A 02/11/18 PAULO SERGIO MIRANDA MENDONÇA 03/11/16 A 02/11/18
ALUNO DE GRADUAÇÃO LEONARDO DE MELO VERAS 08/12/16 A 07/12/17 LUIZ FELIPE GHIRALDELLI INÁCIO 08/12/16 A 07/12/17
ALUNO DE PÓS-GRADUAÇÃO

RENATO MANTELLI PICOLI

08/12/16 A 07/12/17 RICARDO MIGUEL SOBRAL 08/12/16 A 07/12/17
REP. SERV. TÉCN-ADMIN. LEONARDO COSTA REZENDE 24/8/17 a 23/8/18 -:-:-:-:- -:-:-:-:-
REP. ANTIGOS ALUNOS LEONARDO AUGUSTO AMARAL TERRA 8/12/16 A 7/12/17 -:-:-:-:- -:-:-:-:-

 

Secretária: Cristina Bernardi Lima - Assistente Acadêmica
Telefone: 16 3315-3935
E-mail: cebelima@usp.br

 

REUNIÕES 2016 - 14h:

25/02;
17/03 (extraordinária);
31/03;
18/04 (sessão solene Professor Emérito) - 17h;
28/04;
02/06;
10/06 (extraordinária) - 15h;
10/06 (sessão solene Professor Emérito) - 17h;
17/06 (extraordinária);
30/06;
25/08;
29/09;
03/11;
08/12.

 

REUNIÕES 2017 - 14h:

23/02;
23/03;
27/04;
25/05;
22/06;
24/08;
28/09;
26/10;
07/12.

 

Local: sala da Congregação - bloco A da FEA-RP/USP

Para ter acesso às decisões da Congregação, clique aqui.

 

ATRIBUIÇÕES DA CONGREGAÇÃO

Regimento Geral da USP:

Artigo 39 – À Congregação compete:
I – aprovar, por maioria absoluta, o regimento da Unidade e suas modificações;
II – aprovar os regimentos de Departamentos;
III – aprovar as alterações curriculares de seus cursos definidas para deliberação na Unidade, que não impliquem em reformulação do curso nem em modificação do projeto pedagógico e os programas das disciplinas ministradas pelas Unidades; (alterado pela Resolução nº 6081/2012)
IV – propor ao CoG a criação ou reformulação de cursos, habilitações ou ênfases, a criação/inclusão e extinção/exclusão de disciplinas, alteração da duração ideal, mínima e máxima de cursos, alteração do nome dos cursos, habilitações ou ênfases e modificação nos projetos pedagógicos dos cursos; (alterado pela Resolução nº 6081/2012)
V – propor ao CoG a criação ou extinção de cursos de graduação;
VI – propor ao Co a criação, transformação ou extinção de Departamentos;
VII – aprovar as propostas de abertura de concursos da carreira docente;
VIII – aprovar as inscrições dos candidatos aos concursos da carreira docente e à livre-docência;
IX – decidir sobre a composição das comissões julgadoras dos concursos da carreira docente e de livre-docência;
X – homologar o relatório da comissão julgadora de concursos da carreira docente e de livre-docência;
XI – aprovar, por dois terços de votos da totalidade de seus membros, a suspensão de concursos da carreira docente e de livre-docência, por sua iniciativa ou por proposta do Conselho do Departamento;
XII – propor ao Conselho Universitário a criação de cargos docentes, mediante proposta do Conselho de Departamento, ouvido o Conselho Técnico-Administrativo (CTA);
XIII – deliberar sobre renovação contratual de docentes proposta pelos Departamentos;
XIV – aprovar, por proposta do Departamento, a contratação de professor colaborador, nos termos do art 86 do Estatuto;
XV – aprovar, por proposta dos Departamentos, a admissão de professor visitante, nos termos do art 87 do Estatuto e 194 deste regimento;
XVI – integrar a Assembleia Universitária para a eleição a que se refere o inciso V do art 36 do Estatuto; (alterado pela Resolução 6754/2014)
XVII – participar do colégio eleitoral da Unidade para a escolha da lista tríplice de Diretor e Vice-Diretor nos termos do art 46 do Estatuto;
XVIII – eleger o seu representante e respectivo suplente no Co;
XIX – eleger o representante e respectivo suplente da Unidade junto aos Conselhos Centrais, quando não houver qualquer das comissões previstas no parágrafo único do art 44 do Estatuto;
XX – opinar sobre a equivalência de títulos de mestre e doutor obtidos em instituições de ensino superior do exterior e de título de livre-docente obtido em instituições estranhas à USP; (alterado pela Resolução nº 5470/2008)
XXI – deliberar sobre a revalidação de diplomas de graduação obtidos no exterior em instituições de ensino superior;
XXII – deliberar sobre a aplicação da pena de desligamento de membros do corpo discente, assegurado a estes amplo direito de defesa;
XXIII – deliberar sobre a aplicação da pena de demissão de membros do corpo docente, assegurado a estes amplo direito de defesa, encaminhando o processo ao Reitor para execução;
XXIV – deliberar, em grau de recurso das decisões do CTA, dos Conselhos dos Departamentos, das comissões referidas no art 44 e parágrafo único do Estatuto;
XXV – deliberar sobre impugnação de atos do Diretor;
XXVI – delegar parte de suas atribuições ao CTA;
XXVII – opinar sobre a criação ou reformulação de cursos de pós-graduação (Mestrado, Doutorado e Mestrado Profissional) vinculados à sua Unidade bem como sobre seus respectivos regulamentos e normas; (acrescido pela Resolução nº 5470/2008)
XXVIII – autorizar o afastamento de docentes ou pesquisadores vinculados à sua Unidade para obtenção de títulos fora da USP, ouvidos o Departamento interessado e a CPG da mesma Unidade; (acrescido pela Resolução nº 5470/2008)
XXIX – deliberar sobre o estabelecimento de convênios específicos para criação de programas de pós-graduação interinstitucionais, de programas internacionais ou para procedimentos visando à dupla-titulação entre a USP e instituições estrangeiras.(acrescido pela Resolução nº 5470/2008)

Regimento da FEA-RP/USP:

Artigo 4º – Além das atribuições previstas no art 39 do Regimento Geral da Universidade de São Paulo, compete à Congregação:
I – aprovar os regimentos internos das comissões citadas no art 44 e no parágrafo único do Estatuto da USP;
II – tomar conhecimento do relatório da Faculdade, referente ao ano anterior, que lhe será submetido pelo Diretor, e do qual constarão também os problemas não resolvidos e as prioridades a serem consideradas;
III – criar outras comissões além das previstas neste Regimento, definindo em cada caso suas atribuições, o modo de designação de seus membros e sua subordinação à Diretoria, à Congregação ou ao CTA, bem como transformá-las ou extingui-las;
IV – aprovar propostas de convênios;
V – aprovar e supervisionar a organização e regulamentar o funcionamento de laboratórios, núcleos, centros, programas e serviços da Unidade;
VI – resolver os casos omissos, no âmbito de sua competência.
Parágrafo único – A Congregação poderá, por maioria de seus membros, delegar parte de suas atribuições ao CTA, como lhe faculta o art 39, inciso XXVI, do Regimento Geral.