Coordenador: Prof. Dr. João Luiz Passador

Mandato: de 22/02/2019 a 21/02/2021

 

Coordenadora Suplente: Profa. Dra. Janaina de Moura Engracia Giraldi

Mandato: de 23/11/2018 a 22/11/2020

 

Membros:

 

Titular: Profa. Dra. Adriana Cristina Ferreira Caldana

e-mail: adrianacaldana@gmail.com

Mandato: de 05/09/2018 a 04/09/2020

Suplente: Profa. Dra. Perla Calil Pongeluppe Wadhy Rebehy

e-mail: perla@usp.br

Mandato: de 05/09/2018 a 04/09/2020

 

Titular: Profa. Dra. Janaina de Moura Engracia Giraldi

e-mail: jgiraldi@usp.br

Mandato: de 13/11/2018 a 12/11/2020

Suplente: Prof Dr. Alexandre Bevilacqua Leoneti

e-mail: ableoneti@usp.br

Mandato: de 02/09/2019 a 12/11/2020

 

Titular: Prof. Dr. João Luiz Passador

e-mail: jlpassador@usp.br

Mandato: de 06/02/2019 a 05/02/2021

Suplente: Profa. Dra. Silvia Inês Dallavalle de Pádua

e-mail: dallavalle.silvia@gmail.com

Mandato: de 05/08/2019 a 05/02/2021

 

Titular: Mateus Manfrin Artêncio (representante discente)

e-mail: mateus.manfrin@gmail.com

Mandato: de 15/12/2018 a 14/12/2019

Suplente: Victória Figueiredo Motta Pimenta (representante discente)

e-mail: victoriafmp@usp.br

Mandato: de 15/12/2018 a 14/12/2019

Agenda Qualificações

  • Marina Kolland Dantas Open or Close

    Área: Administração de Organizações


    Data: 29/11/2019, às 14:30 - horário de Brasília


    Local: 
    Sala 43, bloco B2 da FEA-RP


    Título: Implementação do Programa Município Verde Azul: análise dos arranjos institucionais para a gestão ambiental no Estado de São Paulo


    Autor: Marina Kolland Dantas

     

    Comissão Examinadora:        

    Prof(a). Dr(a). Claudia Souza Passador - (Presidente)

    Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto - FEARP / USP

    Prof(a). Dr(a). Vicente da Rocha Soares Ferreira

    Universidade Federal de Goiás) - Participação pelo Sistema MCONF

    Prof(a). Dr(a). Adriana Cristina Ferreira Caldana

    Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto - FEARP / USP

     

     

  • Fábio Vogelaar Carlucci Open or Close

    Área: Administração de Organizações


    Data: 29/11/2019, às 10:00 - horário de Brasília


    Local: 
    Sala 43, bloco B2 da FEARP


    Título: Proposta de boas práticas para melhoria da eficiência agrícola na produção de cana-de-açúcar: uma análise DEA segundo estágio e estudo de casos no Brasil e na Austrália


    Autor: Fábio Vogelaar Carlucci

    Comissão Examinadora:        

    Prof(a). Dr(a). Alexandre Pereira Salgado Junior - (Presidente)

    FEARP

    Prof(a). Dr(a). Perla Calil Pongeluppe Wadhy Rebehy

    FEARP)

    Prof(a). Dr(a). Ana Claudia Giannini Borges

    UNESP/Franca

    SUPLENTES:

    Prof(a). Dr(a). Marcos Fava Neves FEA-RP

    Prof(a). Dr(a). Edgard Monforte Merlo FEA-RP

  • Mariana de Barros Souza Open or Close

    Área: Administração de Organizações

    Data: 28/11/2019, às 14:30 - horário de Brasília

    Local: Sala 43, bloco B2 da FEA-RP

    Título: Saúde e Cultura: intersetorialidade em políticas públicas integradas no Brasil

    Autor: Mariana de Barros Souza


    TITULARES:

    Prof(a). Dr(a). João Luiz Passador - Presidente da Comissão  -  FEA-RP

     Prof(a). Dr(a). Carla Aparecida Arena Ventura  -  EERP
     
    Prof(a). Dr(a). Lilian Rodrigues de Oliveira Rosa  -  UNESP/Franca

     SUPLENTES:

    Prof(a). Dr(a).  Mirna de Lima Medeiros -  UEPG

    Prof(a). Dr(a). José Eduardo Ferreira Lopes - UFU

Agenda Defesas

  • Marlon Fernandes Rodrigues Alves Open or Close

    Área: Administração de Organizações

    Curso: Doutorado
    Data: 02/12/2019, às 13h30 (horário de Brasília)
    Local: Sala 43, Bloco B2 da FEA-RP
    Título: Microfoundations of dynamics capabilities: a lab experiment on cognitive processing and routine adaptation
    Autor: Marlon Fernandes Rodrigues Alves

     

    Banca: Prof(a). Dr(a). Simone Vasconcelos Ribeiro Galina (Presidente)

    Prof(a). Dr(a). Dimária Silva e Meirelles (Universidade Presbiteriana Mackenzie) - MCONF RNP

    Prof(a). Dr(a). Sérgio Bulgacov (Universidade Positivo) - MCONF RNP

    Prof(a). Dr(a). Glauber Eduardo de Oliveira Santos (Escola de Artes, Ciências e Humanidades - EACH/USP) - MCONF RNP

    Prof(a). Dr(a). Adriana Cristina Ferreira Caldana (FEA-RP)

    Prof(a). Dr(a). Luciana Oranges Cezarino (FEA-RP)

     

    Resumo:

    Dynamic capabilities have been recognized as the key explanation of firm heterogeneity and a potential source of sustainable competitive advantage. However, a few empirical previous studies connected dynamic capabilities to individual action, nor do they take the opportunity to investigate cognitive processes underlying capability deployment. A central issue here is the emphasis only on the effects and the antecedents of dynamic capabilities, so existing research does not shed light on what are the lower-level elements that constitute a capability—its microfoundations. To fill this gap, we conducted a lab experiment with executives where we examine the effect of priming intuitive and reflective cognitive processing on routine adaptation after an exogenous shock. We provide evidence that teams under the intuition condition cope better with environmental changes than the ones under the reflection condition. We also found evidence that environments with more feedback-learning opportunities (i.e. more stable) facilitate routine adaptation. Further, we show that the payoffs for intuition rather than reflection are higher in environments with less feedback opportunities. In sum, our study contributes to providing a micro-level account of firms’ dynamic capabilities.

  • Maria Gabriela Montanari Open or Close

    Curso: Doutorado
    Data: 04/12/2019, às 14h00 (horário de Brasília)
    Local: Sala da Congregação, bloco A da FEA-RP
    Título: The influence of changes in brand origin and country of manufacture on willingness to pay for a brand: na experimental study with Brazilian consumers
    Autor: Maria Gabriela Montanari

     

    Banca: Prof(a). Dr(a). Janaina de Moura Engracia Giraldi (Presidente)

    Prof(a). Dr(a). Mariana Bassi Sutter (University of Leeds - England) - MCONF RNP

    Prof(a). Dr(a). Glauber Eduardo de Oliveira Santos (Escola de Artes, Ciências e Humanidades - EACH/USP) - MCONF RNP

    Prof(a). Dr(a). Edson Crescitelli (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade - FEA) - MCONF RNP

    Prof(a). Dr(a). Felipe Mendes Borini (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade - FEA) - MCONF RNP

    Prof(a). Dr(a). Edgard Monforte Melo (FEA-RP)

     

    Resumo: 

    Despite current criticism on country of origin (COO) as a determinant of consumers’ behavior (COO effect), this cue has regained importance in consumers and marketers’ decisions due to the globalization of business activities. As products are now branded and produced in different countries, COO can be divided into brand origin (BO) – country where a brand is based – and country of manufacture (COM) – country where the brand is produced. Furthermore, both BO and COM are continually changing, as a result of cross-borders acquisitions and production shifts. In these situations, consumers not only have access and evaluate distinct COO information (BO and COM) but also have to deal with a new origin, based on their perceptions about different countries, e.g., country image. Thus, this research examined the relationship between changes in COO (BO and COM) and consumers’ willingness to pay (WTP) for a brand. While is clear by previous literature that there is an interplay between BO and COM, findings are still inconclusive about the most relevant cue to consumers (BO or COM), especially considering acquisitions and production shifts, which can modify consumers’ perceptions of these cues. On the other hand, little is known about how BO and COM can simultaneously influence price outcomes, such as willingness to pay. To achieve the study purpose, an experiment with 413 Brazilian consumers was conducted, involving a specific product category (sunglasses), two countries (USA and China) and three business scenarios: a brand takeover (an alteration in brand origin); an outsourcing (country of manufacture change); and a brand takeover along with an outsourcing (a variation in both brand origin and country of manufacture). First, findings indicated that changes in COO (BO and COM) positively affected consumers’ willingness to pay in the product category of sunglasses. Second, they suggested that both BO and COM exerted an equal effect on consumers’ willingness to pay (WTP), which may be associated with a low brand familiarity or, more likely, with the reduced importance of COO (BO and COM) in the presence of other extrinsic cues, such as the brand, significant in the product category addressed. Finally, asymmetric effects on willingness to pay were revealed, in which consumers paid more for gains than for equivalent losses in BO or/and COM. Therefore, this research contributed to COO studies, drawing insights from signaling theory and prospect theory. It also offered managerial support for pricing decisions and communication strategies: for instance, marketing managers can increase prices when the brand changes to country with a more favorable image, particularly if this new origin reinforces brand associations. In addition, they can communicate BO or COM when these cues carry positive connotations.

  • Marco Antonio Catussi Paschoalotto Open or Close

    Seguem informações a respeito de defesa de tese de Doutorado agendada na FEA-RP:Área: Administração de Organizações

    Curso: Doutorado
    Data: 28/11/2019, às 09h00 (horário de Brasília)
    Local: Sala 43, Bloco B2 da FEA-RP
    Título: Panorama da regionalização da saúde no Brasil: proposta de aplicação de Índice Sintético para avaliação das regiões de saúde em todo Brasil de 2012 a 2016
    Autor: Marco Antonio Catussi Paschoalotto

     

    Banca: Prof(a). Dr(a). João Luiz Passador (Presidente)

    Prof(a). Dr(a). José Eduardo Ferreira Lopes (Universidade Federal de Uberlândia - UFU) - MCONF RNP

    Prof(a). Dr(a). Ana Luiza D Avila Viana (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo) - MCONF RNP

    Prof(a). Dr(a). Mirna de Lima Medeiros (Universidade Estadual de Ponta Grossa) - MCONF RNP

    Prof(a). Dr(a). Vicente da Rocha Soares Ferreira (Universidade Federal de Goiás - UFG) - MCONF RNP

    Prof(a). Dr(a). Denis Renato de Oliveira (Universidade Federal de Lavras - UFLA)

     

    Resumo: 

    A saúde pública, como estratégia de prestação de serviços de saúde gratuitos à população, tem gerado grandes discussões nos últimos anos devido às crises fiscais vividas por diferentes países. Assim, as avaliações de políticas públicas de saúde também caminharam para o mesmo sentido, com a criação de inúmeros indicadores com caráter específicos para cada área. No Brasil, nos últimos 18 anos, a regionalização se tornou uma estratégia para melhor atender à demanda de saúde pública, com a criação das regiões de saúde no ano de 2011 por meio de decreto presidencial. Apesar de sua importância, poucos são os estudos encontrados sobre as regiões de saúde e o tomador de decisão deve ter uma grande habilidade para gerenciar inúmeros indicadores da saúde. Com essa perspectiva, este estudo possui como objetivo geral avaliar o desempenho das regiões de saúde no Brasil entre os anos de 2012 a 2016. Para atingir esse objetivo, utilizou-se de uma abordagem de métodos mistos com 17 especialistas contribuindo na criação do ISRS e nos estudos qualitativos. Na parte qualitativa, foram aplicadas questões abertas em uma Survey sobre os avanços, desafios e perspectivas futuras da regionalização, as quais foram analisadas através da análise de conteúdo e suporte do software Atlas TI. Já a parte quantitativa se dividiu em aplicar as estatísticas descritivas e análise de correlação nos indicadores dos condicionantes estruturais e das 6 dimensões, definidas anteriormente pelos especialistas, inicialmente. Posteriormente, o ISRS e suas dimensões foram criadas para todas as 438 regiões de saúde do país entre 2012 e 2016 por meio da Análise de Componentes Principais, assim como seu mapeamento pelo software Tabwin. Ao fim, foram realizadas 2 análises de clusters para as regiões de saúde do Brasil, sendo a primeira a partir dos 3 condicionantes estruturais de renda, educação e densidade demográfica, e a segunda a partir das dimensões definidas. Os resultados demonstraram que: a consolidação da regionalização da saúde em 2011 reduziu a desigualdade entre as regiões de saúde de forma não uniforme nos anos posteriores; as condições socioeconômicas continuam influenciando a performance das regiões de saúde, com exceção da Cobertura; a capacidade econômico-financeira das regiões de saúde impacta os recursos humanos e infraestrutura, mas não diretamente os serviços e qualidade; existem regiões de saúde homogêneas e que estão localizadas em macrorregiões diferentes; a diferença cultural e financiamento foram os principais desafios enfrentados; a governança regional e redução da desigualdade foram os principais avanços alcançados; e as perspectivas futuras da regionalização da saúde são negativas devido ao financiamento e piora nas condições socioeconômicas. Portanto, ao final deste trabalho, observa-se sua contribuição ao propor e aplicar uma metodologia de fácil utilização da administração pública, e analisar a real situação da regionalização da saúde de 2012 a 2016, e que pode auxiliar no futuro da saúde pública no Brasil. Outrossim está na abertura para novos estudos sobre a regionalização da saúde no período pós-2011, cruzando análises quantitativas e qualitativas, de forma a utilizar de métodos mistos para solução de problemas.

  • Jonny Mateus Rodrigues Open or Close

    Área: Administração de Organizações

    Curso: Doutorado
    Data: 25/11/2019, às 13:00 (horário de Brasília)
    Local: Sala 43 do bloco B2 da FEA-RP
    Título: A proposition of analysis of the effects of different channels performance metrics on market share under economic fluctuations in an emerging market
    Autor: Jonny Mateus Rodrigues

     

    Banca: Prof(a). Dr(a). Marcos Fava Neves (Presidente)

    Prof(a). Dr(a). José Afonso Mazzon (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade - FEA) - MCONF RNP

    Prof(a). Dr(a). Edson Crescitelli (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade - FEA) - MCONF RNP

    Prof(a). Dr(a). Leandro Angotti Guissoni (Fundação Getúlio Vargas - FGV)

    Prof(a). Dr(a). Delane Botelho (Fundação Getúlio Vargas - FGV) - MCONF RNP

    Prof(a). Dr(a). Felipe Zambaldi (Fundação Getúlio Vargas - FGV) - MCONF RNP

     

    Resumo: 

    This study aimed to analyze how retail distribution (weighted distribution and numeric distribution) influence market share in emerging markets, depending on different retail formats, heterogeneous regions and economic fluctuations. These markets are increasingly complex, with a diversity of channels and players, a lack of infrastructure and resources, a sensitivity to economic cycles, what generates concerns with endogeneity. For this purpose, a quantitative and descriptive research was conducted, based in two studies. The data was collected from retail audits in Brazil and included for the first study 91 manufacturers, 195 brands and 1,110 stockkeeping units (SKUs) in soft drinks category, whole encompassed, for the second study, 343 brands through grocery stores (i.e., self- and full-service) in seven distinct categories (i.e., beer, cookies and biscuits, laundry detergent, powder coffee, yogurts, shampoo, ready-to-drink juice) across three different regions in Brazil (i.e., northeast, southeast, south). First, the results also showed that the effects of numeric (ND) versus weighted distribution (PCV) on market share vary with region and channel format. Although PCV is still a relevant distribution measure, ND becomes important in emerging markets. Findings also suggested that the degree of convexity of market share in retail distribution changes during economic contraction and expansion. The degree of convexity is lower when the economy deteriorates. Thus, brands that are available through stores that represent a high share of the total category’s sales become less important to sustain market share gains. Furthermore, results indicated the importance of non-weighted measures, such as numeric distribution during tough economic times in an emerging market, whereas, weighted distribution (i.e., PCV) becomes more important as the economy expands. Therefore, it is necessary for marketing managers to understand the interplay between distribution-market share under economic fluctuations, and different retail formats and regions.

  • Marina Toledo Lourenção Rocha Open or Close

    Seguem informações a respeito de defesa de tese de Doutorado agendada na FEA-RP:

    Área: Administração de Organizações

    Curso: Doutorado
    Data: 22/11/2019, às 14:00 (horário de Brasília)
    Local: Sala 43 do Bloco B2 da FEA/RP
    Título: Comunicação da marca-país de destino do Brasil em anúncios promocionais de turismo: um estudo de atenção visual e da atitude de turistas estrangeiros e residentes
    Autor: Marina Toledo Lourenção Rocha

     

    Banca: Prof(a). Dr(a). Janaína de Moura Engracia Giraldi (Presidente)

    Prof(a). Dr(a). Luciana Oranges Cezarino (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade - FEA-RP)

    Prof(a). Dr(a). Simone Vasconcellos Galina (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade - FEA-RP)

    Prof(a). Dr(a). Charbel José Chiapetta Jabbour (Montpellier Business School - França) - MCONF RNP

    Prof(a). Dr(a). Glauber Eduardo de Oliveira Santos (Escola de Artes, Ciências e Humanidades - EACH/USP) - MCONF RNP

    Prof(a). Dr(a). Michelle de Castro Carrijo (Universidade Federal de Uberlândia - UFU)

     

    Resumo: 

    A marca-país que tem como objetivo promover o turismo, é chamada de marca-país de destino, sua comunicação pode ser feita por meio da elaboração de anúncios promocionais pelas Organizações Nacionais de Turismo (ONTs). Um anúncio adequado deve conseguir obter atenção visual e uma atitude positiva dos turistas. Os anúncios podem ser desenvolvidos por meio de comunicação induzida ou integrada. Na comunicação induzida as ONTs editam as fotografias de destinos, por meio da redução do seu conteúdo latente e do aumento da saturação da imagem. Já na comunicação integrada os anúncios são formados por fotografias tiradas por turistas e elas não são editadas. Ademais, também deve ser decidido se será utilizado um logotipo e slogan de marca-país de destino no anúncio. A presente tese teve como objetivo verificar a influência dos tipos de comunicação (induzida e integrada) e do uso de elementos semióticos (logotipo e slogan) em anúncios promocionais da marca-país de destino do Brasil na atenção visual e na atitude dos turistas estrangeiros e residentes. Adicionalmente, esta pesquisa também comparou as respostas dos dois grupos em relação à atenção visual e a atitude. Para a pesquisa empírica foi realizado um experimento utilizando eye-tracking para avaliar a atenção visual para os anúncios e um questionário para analisar a atitude dos turistas. Primeiramente, a coleta de dados foi realizada com 31 estudantes de uma universidade escocesa. Em um segundo momento, este experimento foi replicado com 97 estudantes residentes no Brasil. Os resultados apontam que o tipo de comunicação e os elementos semióticos possuem diferentes influências para anúncios de destino na perspectiva dos turistas. O tipo de comunicação utilizado em anúncios tem influência na atitude dos turistas, mas não tem influência na atenção visual. Neste sentido, o uso de comunicação induzida gera uma atitude mais positiva dos turistas do que o uso de comunicação integrada. Em relação ao logotipo e slogan de marca-país de destino, é visto que estes elementos tem influência na atenção visual, pois os anúncios com a sua presença possuíram maior atenção visual para a área total do anúncio, mas a contribuição destes elementos semióticos para a atitude dos turistas é bastante limitada, visto que eles contribuem somente para obter respostas cognitivas mais positivas dos turistas estrangeiros. Ademais, ao fazer a comparação entre os grupos de turistas, é visto que ambos grupos respondem de modo mais positivo aos anúncios com comunicação induzida do que integrada. Porém, eles apresentam algumas diferenças nas respostas visuais e de atitude em relação ao uso de logotipo e slogan nos anúncios. A presente tese complementa a literatura indicando a contribuição da comunicação induzida, o benefício dos elementos semióticos estudados em anúncios e as comparações de atenção visual e atitude entre os turistas residentes e estrangeiros. Esta tese também traz contribuições práticas sugerindo que as ONTs elaborarem anúncios com comunicação induzida e com a presença de logotipo e slogan de marca-país de destino. Além disso, é sugerido que estes anúncios sejam promovidos tanto em território nacional quanto internacional.